Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Quarta-feira, 14 de Outubro, 2009

Se mais alguém - que não me vê e vice-versa há "bué, de bué, de bué de tempo" - vem com a conversa do «Estás igual!» ou «Não mudaste nada!» ou «Continuas na mesma!», juro que não respondo por mim. Por muita culpa que não tenha (e não terá, certamente) irá levar, por tabela, de "todos" que eu tenho ouvido a mesmíssima coisa!
É que não há pachorra!!!
Primeiro, fico sem perceber, efectivamente, se se trata de um elogio (do tipo, o tempo não passa por ti) ou se apenas querem dizer que eu estagnei no tempo (que, como devem imaginar, não entendo como elogio, bem pelo contrário). Sei que já referi este assunto (e até mais do que uma vez). Também sei que há muito boa gente que me diz, "deixa lá, antes assim do que ao contrário". Será mesmo?!?! E, não, não estou a querer ser mal agradecida, nem nada que se pareça. É que não acho mesmo normal... ninguém permanece igual.

Imagino que daqui a uns tempos até possa pensar de forma diferente. Mas, a verdade é que, actualmente, faz-me mesmo bastante confusão este tipo de comentário. Soa-me sempre a "paraste no tempo" (atenção que tem-me sucedido com pessoas que eu não vejo há mais de 15 anos, 10, ou 5... indiferentemente... a sério! E não acho normal!!!).

É também curioso as alturas da vida em que re-encontramos inúmeras pessoas que, pelos mais diversos motivos, tínhamos deixado de contactar. Alguns foram, em algum momento, importantes para nós e, pelos mais diversos motivos, afasta-mo-nos. Outros seriam meros conhecidos... Não só pelas redes sociais (só no facebook re-encontrei cerca de sessenta a quem tinha perdido o rasto... mas aí, será mais ou menos fácil, no sentido em que é "no mesmo local"), mas também "cruzando-nos" na rua. O que não deixa de ser curioso... Neste último ano re-encontrei imensos amigos / conhecidos que há muito tinha perdido, completamente, todo e qualquer contacto. É giro. Agora... párem... já chega de me dizerem "estás igual!!!".
Sei lá, podem dizer "continuas com o mesmo sorriso" ou "giraça" (esta foi a parte em que parei de escrever para rir à gargalhada de mim própria, eh eh, faz bem, a sério, rir-mo-nos de nós e das nossas parvoíces). Agora... não me digam que eu continuo igual ao que era há 15 anos atrás... por favor.
Ou então, começo, mesmo, a ficar preocupada... será que eu parei no tempo?

publicado por K às 10:03

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)