Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Terça-feira, 04 de Novembro, 2008

Já está.

Foi hoje.

É impressionante a rapidez com que se oficializa a minha nova situação.

E, segundo nos informaram, como fizemos, de uma assentada, a partilha de bens, simplificámos imensa burocracia (atenção, nós não, os actos realizados na conservatória), poupamos imenso tempo e dinheiro.

Tanta vez nos disseram (e perguntavam se nós não achávamos que estava a ser tudo tão simplificado) que, às tantas, tive de dizer que, para mim todo este processo era uma estreia (espero não voltar, nunca mais, a passar por outra)... assim como que a dizer: "não tenho termo de comparação, não faço ideia... mas acredito. Eu acredito em vocês."

Em menos de duas horas estava tudo tratado. Tudo! Ainda o que demorou mais tempo foi o envio de um fax para não-sei-onde.

Já estou divorciada, já pertenço a outro clube.

Hoje inicio, oficialmente, a minha nova vida.

Mais a mais, com a partilha de bens já concretizada, efectivamente, é um novo começo, absolutamente.

 

Estou a sentir um misto de coisas. Acho que de manhã estava mais apreensiva.

Mesmo. Estava até com algum receio de "não me aguentar". Pelos vistos, esses receios eram completamente infundados.

Durante todo o processo (chama-se "conferência" - by the way, hoje foi um aprender de coisas novas) estive calmíssima - até me surpreendeu.

Se é para ser assim... que seja e o mais rápido possível, para eu poder voltar a página.

 

E que maneira vou iniciar esta nova fase: conferência amanhã e depois, incluindo o jantar no casino. Na 5ª Feira... Londres aí vou eu - vai ser giro passar uns dias com a AL e a Mary. Sei que me vai fazer muito bem. No Domingo vou para Moreton-in-Marsh... se tivesse "programado" tudo ao detalhe, não teria saído assim. Há coincidências fabulosas, neste caso. Ajudam-me a estar distraída e a seguir em frente.

 

Pena é que a minha mãe esteja hospitalizada, pelas razões que são e sem perspectiva de ser operada tão cedo. Agora falam que será no dia 14. Ah e pelo meio, querem mandá-la para casa :o Só visto... isto, só neste país.

É que se a mandam para casa, no estado em que ela está, vai enfraquecer e depois é que não a operam mesmo. Espero que não o façam.

Ou seja, não fosse a situação da minha mãe e até ía, literalmente, desanuviar e ía fazer-me muito bem. Assim... vou com o coração nas mãos.

Hoje estive lá algum tempo (assim como nos dias anteriores), para lhe dar muita força, muito mimo e... para que as saudades (minhas e dela) não apertem tanto durante o tempo que vou ficar fora.

A verdade é que me custa imenso deixá-la assim... sinto que estou a "desertar". Eu sei que é uma estupidez. Mas sinto isso.

Ela foi sempre (para não variar) a primeira a dizer-me para eu não desistir da formação. E que era uma estupidez se o fizesse. Never the less... vou, mas vou com um aperto no coração.

 

Enfim, não há de ser nada.

Pelo menos já consegui encerrar um assunto. Quase na totalidade (porque não me espanta que ainda não tenhas vindo cá tirar as tuas coisas? e nem entregaste nenhuma das chaves?). Enfim...

Quando voltar logo trato disso. Disso e de tudo o resto que tenho para tratar (casa, carro, etc. e tal).

Agora vou mas é fazer a mala, porque amanhã, com o jantar no casino, não devo chegar a casa a horas de o fazer.

 

Nota: Como não sei se vou ter acesso à net, durante a minha ausência. É provável que não consiga actualizar, tanto como gostaria, o blog.

publicado por K às 21:35

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)