Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Sexta-feira, 09 de Outubro, 2009

Não poderia concordar mais com este post que a pipoca colocou. Por outro lado, dá-me uma certa esperança. Não se trata de ficção (seja livro, filme, whatever). É possível.
Também eu tenho o sentimento que chega de relacionamentos em que se faz um esforço enorme para que algumas coisas saiam, minimamente, de modo aceitável. Um investimento, por vezes desmedido (infelizmente, há alturas em só mais tarde nos conseguimos aperceber disso, porque estamos tão embrenhadas... diria quase cegas), que, de todo, é apreciado, valorizado. Então quando se trata de pequenos detalhes - e da atenção que estes não têm. E sim, mais vale estar sozinha, do que andar a remar por dois, até perder as forças.

Parece que há esperança. Porque, muito sinceramente, creio que já não tenho paciência para uma série de coisas - será que se trata de paciência? Na volta estou mesmo é a ficar velhota!

tags: ,
publicado por K às 18:24

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)