Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Segunda-feira, 28 de Setembro, 2009

Tenho-me escusado a fazer qualquer tipo de comentário relativamente à realidade política que o nosso país tem vivido nos últimos anos. Tenho de admitir, por muito que me custe, e, acreditem, custa mesmo muito, constatar que somos, sem sombra de dúvida um claro exemplo de como quem, mesmo não tendo quaisquer capacidades para governar, consegue ser eleito (e por vezes re-eleito). Não estou (só) a referir-me à re-eleição de José Sócrates - é engraçada, esta coisa de que, ok, perderam a maioria absoluta, mas como ganharam, com maioria relativa, comemoram a vitória-como-se-não-houvesse-amanhã - como também a outros tantos dirigentes políticos (sejam ex-primeiro-ministros, presidentes de câmara, etc.). Na brincadeira dos números, conseguem, quase todos, gritar vitória. Até o PSD poderá (querer) gritar vitória, afirmando que  manteve, pouco mais ou menos, os mesmos resultados de 2005. Quererá isso dizer que os que em 2005 votaram PS, desta vez, viraram para os extremos? Esquerda e Direita? Visto que foram estes que subiram, e bastante...

O que me entristece é verificar que estamos rodeados de pessoas a quem governar (seja o país, a câmara, a junta de freguesia) é, apenas, uma forma de progressão de carreira, pelo meio, garantir que o seu quintal (e o dos amigos) está assegurado - é a bela alegoria do "tacho" -e nada mais. Claro que, em vésperas de eleições, toca a fazer obras, por tudo quanto é lado, para mostrar "obra feita" (durante o resto do mandato... esqueçam lá isso). É também nessa altura que todos, todos sem excepção, se portam como cordeirinhos, muito mansinhos. E o povo tem memória curta. É o que lhes vale.
Lamento que não consigo encontrar em nenhum líder político - nem no nosso P.R. - o carisma necessário, a garra que todos esperamos de alguém que nos governa. É o nacional porreirismo... é aquela velha maneira de pensar: "algum terá que ser.".

Sim, naturalmente que ontem fui votar. Não vou divulgar em quem.

Venham mais quatro, estou tão contente!!! Ou talvez não!

tags:
publicado por K às 10:38

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)