Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Terça-feira, 15 de Setembro, 2009

Quem me conhece sabe que sou perita em inventar (as mais descabidas?) teorias sobre tudo e nada. Isso não interessa. Creio que é a minha veia criativa que fugiu para esses lados... fazer o quê? Vai daí, resolvi partilhar a minha mais recente teoria:
A razão pela qual, desde que deixei de fumar, estou mais receptiva a constipações e deixo-me afectar mais pelas ditas está directamente relacionada com a necessidade do meu organismo em deitar cá para fora toda a porcaria que, durante anos, tive o cuidado de o inundar.
Do alto da minha insanidade, faz todo o sentido. O organismo está entretido em limpar tudo, pelo meio, está mais "sensível" (coitadito) e mais susceptível (nem sei o que é pior) em contrair os vírus todos das constipações e afins. Ahhhh pois é, tem toda a lógica.

O grito de guerra é: toca a limpar tudo bem limpinho!!! A bem da "nova vida" sem tabaco.

publicado por K às 19:30

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)