Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Terça-feira, 14 de Outubro, 2008

Hoje foi mais um dia negro na nossa história. É óbvio que se está a tornar um hábito. As tuas atitudes não são, lamento informar, de quem quer preservar a amizade, ou coisa que o valha. Se isso agora interessa alguma coisa? Provavelmente não.

Tens uma pressa incompreensível para que o divórcio seja antes-de-ontem e que a advogada é uma incompetente e que só te quer lixar (porque ainda não há data marcada) - sim, porque todo o mundo gira à tua volta e todos te querem lixar... será que é melhor avisar o mundo inteiro? Por outro lado, quando te falo que tens de vir cá tirar as tuas coisas e te pergunto quando tencionas fazê-lo, ages de forma irracional, completamente alterado, como se eu te estivesse a mandar para a forca.

 

Sinceramente, já tenho imensas coisas que me apoquetam e que me causam uma ansiedade enorme, não preciso dos teus chiliques para piorar o meu estado de espírito. Vê se ages como um homenzinho - já tens idade para isso - e tomas as atitudes correctas. Aqui não há coitadinhos. Assume as tuas decisões e os teus actos e age em conformidade.

Se achavas que aqui a tonta iria "relevar",  passar-te a mão pelo pêlo, dar-te todo o tempo do mundo (leia-se até à eternidade), estás muito enganado... a era da minha idiotice terminou.

 

Vou arrumar mais umas coisas antes que me chegue o sono. Quanto mais depressa me vir livre das (tuas) coisas, melhor será para mim.

 

Amanhã será um dia muito complicado para mim, com a questão da minha mãe e tenho de conseguir descansar para ter a cabeça fresca. Não tenho espaço, muito menos pachorra, para criancices de menino da mãmã.

publicado por K às 22:55

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)