Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Quinta-feira, 18 de Outubro, 2012

Entre muitas coisas que faço no campo profissional, uma das tarefas, volta na volta, é dar acções de formação ou sensibilização na minha área. Nos últimos tempos tenho tido bastante solicitação nesta matéria. Esta semana tem sido uma constante (o que me obriga a suspender outras tarefas, originando o caos completo nos afazeres e cumprimento de prazos... vidas!), mas, felizmente, é algo que eu ADORO e, modéstia à parte, creio que tenho jeito para a coisa. Adiante!

 

Numa das sessões desta semana aconteceu-me o impensável. Ontem à tarde estive a falar quase sem parar durante perto de duas horas, até aqui nada de novo, e experimentei, pela primeira vez, aquele pensamento de visualizar a plateia nua. Sim, inédito em mim. Há quem utilize este estratagema para se acalmar e para que a palestra / sessão / apresentação ou whatever corra "comme il faut". Eu nunca recorri a este truque. Não foi preciso. Utilizarei outras formas (mesmo não sabendo, exactamente, muito bem quais são). Mas, a verdade é que nunca visualizei ninguém nu. E, no meu entender, acho que isso até serviria para me distrair e perder a concentração, mais do que auxiliar. Mas isso sou eu.

 

Mas, então, o que sucedeu para eu ontem, durante a sessão estar com semelhantes pensamentos? Nada de mais... foi (só!) o facto das minhas calças (jeans!) se teres descosido, junto ao fecho, e... como dizer... basicamente estava em risco dos formandos terem uma (bela) visão da minha roupa interior. Estão a visualizar? (a cena, não a minha roupa interior, entenda-se!).

 

Pois, passei o tempo todo. «K. não te movimentes muito, porque ainda corres o risco das calças se abrirem todas!»

Do melhor. Passei o tempo todo com as pernas muito juntinhas, de forma elegante, naturalmente, e a torcer para que não acontecesse nenhuma desgraça.

Vidas!

tags:
publicado por K às 13:19

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)