Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Terça-feira, 16 de Outubro, 2012

Não é de hoje que refiro esta fabulosa série.

Para quem, como eu, gosta de filmes e séries de época esta enche-me bastante as medidas.

 

Agora... não havia necessidade de actualizarem, tanto, o argumento...

Sim, foi só uma fala... mas, mesmo assim, fica mal!

Isto a propósito do episódio de ontem (o primeiro da terceira série) em que a "camareira" da Mary lhe diz que um homem bom não é como os autocarros, não aparece de dez em dez minutos.

 

A questão é... naquela altura (digo eu!) sabiam lá elas o que era um autocarro!

E a Mary muito menos (que nunca na vida teria andado em algo semelhante a um autocarro, se existissem, na época).

 

Enfim, uma "piquena" falha, nada de mais... mas poderiam, perfeitamente, ter arranjado outro exemplo (tipo train - e mesmo assim) no argumento.

publicado por K às 11:51

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)