Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Domingo, 14 de Outubro, 2012

É uma lição de vida e um exemplo que poderá, quem sabe, ajudar a quebrar alguma da tirania imposta.

Tão nova e quem haveria de dizer que seria uma rapariga adolescente-menina a desafiar os todos poderosos talibãs?

Volta na volta lá nos lembramos que há quem não possa, como nós, ter liberdade para fazer coisas tão simples como... estudar! Só porque é mulher. E, sendo mulher, não pode pensar. Somos forçados a relembrar que ainda existe, por esse mundo fora, quem viva como há quinhentos anos atrás.

 

Eis um exemplo que poderia ter sido distinguido com o prémio nobel da paz (em vez da UE)... mas isso sou só eu a ter mais um dos meus muitos devaneios.

 

E sim, eu sou das que, naturalmente, prefiro que Malala recupere. E consiga concretizar o seu sonho (seja na medicina ou na política). E que todas as Malalas possam, também, realizar o que mais desejam.

tags:
publicado por K às 11:22

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)