Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Domingo, 14 de Outubro, 2012

É só impressão minha... ou esta coisa da União Europeia ter recebido o prémio nobel da paz é uma ironia gigante?

Sim, naturalmente, o prémio nobel da economia ou o da como-não-levar-os-países-à-banca-rota também não poderia ser (é demasiado óbvio). Mas... e aqui, acredito, que seja só eu a ver este filme, mesmo assim... o prémio nobel da paz?!? Só me vêm à cabeça três singelas letras... wtf!?!

 

Será por existir tanta contestação, em tantos países que se encontram em dificuldade? Vide as manifestações por essa Europa fora. Não só nos países latinos, esses marginais! Lembro-me das cargas policiais, nas imagens que não pensei possíveis neste século nesta Europa, nesta União Europeia e penso... nobel da paz? Mas... está tudo louco?

Ou, será como quando premiaram o Obama acabadinho de chegar à casa branca, é para o que esperam que a UE ainda venha a fazer?

E... será que o resultado não é (tão somente) a descredibilização de toda a distinção?

 

Lembro-me de outras individualidades distinguidas com este prémio e... não há comparações possíveis.

Ou... seria pelo valor monetário? A europa está em crise... vamos dar-lhes uns trocadinhos...

 

É absolutamente irónico que numa altura tão quente, com tanta contestação e manifestação se distinga a UE com o prémio nobel da paz. E nem tenho vontade de rir... acho simplesmente triste. Muito triste.

Assim, de repente, lembro-me de outras personalidades / instituições que mereciam, se calhar, bem mais a distinção. Mas sou só eu e o meu muito mau feitio.

tags:
publicado por K às 11:06

Concordo totalmente. :)
Veruska a 14 de Outubro de 2012 às 15:58


mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)