Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Terça-feira, 09 de Outubro, 2012

Leiam os livros, seus estúpidos!

É o que me vem à cabeça a propósito desta notícia sobre a inserção (e depois retirada) de um livro da Alice Vieira no plano nacional de leitura para o ensino básico (2ª classe, no meu tempo, agora chama-se 2º ano).

 

Toda a gente sabe que a Alice escreve para crianças e adolescentes. Vai daí, com toda a certeza que uma das suas obras mais recentes, "O que dói às aves" seria o mais indicado para ser incluído. Claro como água.

Agora... quem escolhe a lista escapou-se o detalhe que se trata de um livro para adultos (poesia de amor para adultos). Lá se vai a clarividência e, de repente, a água fica bastante turva.

 

Entretanto vem a resposta oficial. Parece que tudo não passou de um erro informático - os computadores têm costas largas e toda a gente sabe que agem sozinhos e têm vontade própria, essas malandras, as máquinas! - e que não há motivo para apuramento de responsabilidades.

 

Tudo vai bem, na república do nunca-há-necessidade-de-apuramento-de-responsabilidades e viva-a-solene-incompetência!

 

Portugal ao contrário!

publicado por K às 13:22

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)