Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Quarta-feira, 22 de Julho, 2009

Amanhece muito cedo e a noite chega, igualmente cedo.
Aqui em Maputo (mais uma hora do que em Lisboa) está agora a anoitecer. Geralmente o dia de trabalho começa bastante cedo e eu tenho cumprido a tradição - excepto hoje, pois fiquei "de castigo" a trabalhar no hotel - o que quer dizer que antes das oito, hora local, já estamos prontinho a sair (após o pequeno-almoço).
Como é Inverno - se é que se pode chamar Inverno, não tem nada a ver com o "nosso" - tanto nas manhãs como nos finais de tarde, a temperatura arrefece (quer isto dizer que, estando eu de manga curta, basta um casaco de malha, vá, um pólo para fazer face à temperatura exterior).
Da janela do quarto (tenho uma excelente vista para o oceano índico - a ver se coloco aqui uma fotografia) a esta hora já quase não consigo vislumbrar o mar. Recomeça a azáfama do regresso a casa. Os contrastes nesta cidade são impressionantes, quase indescritíveis. Desde os carros (incluindo os "furgões" que levam os utilizadores de forma absolutamente insegura), pessoas, prédios, casas,... you name it. No entanto, a simpatia está sempre presente. O que não deixa de fazer alguma confusão: com a pobreza e qualidade de vida que têm, não deixam de sorrir, tentar agradar - mesmo que a resposta seja um "não" (por exemplo quando tentam vender-me um "batique"). Mexe connosco.
A grandiosidade desta cidade, não se limita ao tamanho das avenidas e ruas muito largas, prédios,etc. - ainda para mais se recuarmos 30 ou 40 anos atrás - mas ao calor humano que se sente nas ruas, nas trocas de olhares e não sendo uma metrópole particularmente imponente, tem as suas particulariedades.

Agora... back to work!!!!

publicado por K às 16:41

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)