Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Quinta-feira, 20 de Setembro, 2012

Como eu previa... o primeiro anúncio de hoje trouxe (grandes) novidades ao nível de mudanças que irão ocorrer já a partir de 2ª Feira. É a tal coisa... uma mudança nunca vem só e, em geral, acontece sempre tudo ao mesmo tempo - não só ao nível profissional, mas também pessoal. A ver vamos se será para melhor (a profissional). Tenho algumas dúvidas. E não, não estou a ter o papel do velho do restelo. É certo que as coisas não estavam bem. A uma série de níveis. É certo que haveria muito para melhorar e alterar. Agora... temo que se tenha alterado o cavalo... para burro. Só o tempo dirá se... as minhas suspeitas têm fundamento... ou não!

 

A verdade é que sucedeu a única coisa (ou uma das) que eu acharia mais improvável de acontecer.

É certo que houve momentos que cheguei a desejar.

Mas, agora, estou naquela dúvida existencial.

E se...?

E se o menos bom seria o melhor que poderia existir?

Eu sei que parece um discurso derrotista, é aquela velha história entre o que já se conhece e sabemos como lidar e tudo e tudo e tudo e o desconhecido.

É cruzar os dedinhos.

publicado por K às 13:37

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)