Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Domingo, 02 de Setembro, 2012

6ª Feira foi um final de tarde para esquecer. Tinha tudo encaminhado. Tinha tudo planeado. Ia sair por volta das 15h. As horas a mais que tinha feito durante a semana, incluindo as noitadas, não prejudicariam a empresa - para terminar de comprar um presente importante, fazer umas trocas de roupa e, quem sabe, dar um salto ao cabeleireiro. Estava numa alegria contagiante. Cantarolava até. Trinta minutos depois da hora marcada percebo que havia ainda coisas a corrigir que não tinham sido, atempadamente, detectadas (tenho o documento passado previamente por duas pessoas). Começo as correcções de todos os documentos. Todos os vinte e um. Fui encontrando mais gralhas. Mais correcções.

 

Enfureci-me quando percebi que os planos da tarde tinham ido por água abaixo (as duas pessoas já estavam de férias, pelo que nem sequer puderam dar uma mão). Irritei-me. Barafustei, mesmo que para dentro - afinal de contas, o resto dos colegas não tinham culpa nenhuma que eu estivesse a ir de férias (mesmo já tendo todos tirado os belos dias de descanso e estando já de volta ao trabalho). No meio de tanta irritação (e tanto praguejar para dentro) cheguei até a rir-me (para não chorar).

O que mais me chateia é constatar que algumas coisas são feitas de ânimo leve. Com a certeza que alguém virá ver. Alguém virá corrigir. Não pode ser. Temos de ser responsáveis. No limite, pode não haver tempo para correcções. Estas atitudes obrigam a que se perca tempo. Aumentam a ineficiência. E não pode. Não deve.

 

Passava das oito e meia quando sai do escritório. Foram mais de doze horas, só nesse dia. Tinha a tarefa quase terminada. Mas não conseguia ficar mais tempo. Já estava a atrasada para um jantar de aniversário e iria sem levar o presente que faltava.

Raios partam!

tags:
publicado por K às 10:11

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)