Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Quarta-feira, 29 de Agosto, 2012

Sabemos que estamos a precisar, órgentemente, de acordar quando... estacionamos o carro, depois da viagem casa-trabalho, abrimos a porta despreocupadamente com aquele gesto em que deixamos a porta voar ao sabor da mola. Como não tinha nenhum carro ao lado (e costumo ter sempre bastante atenção a este aspecto, para evitar esmurrar as portas alheias) deixei a porta entregue à sua liberdade momentânea, enquanto virava a cabeça em busca da carteira. Qual não é o meu espanto, quando regresso com o olhar para a porta, verifico que um transeunte estava a passar naquele momento (e naturalmente não o tinha visto) e o desgraçado do meu colega levou com a porta na mão. Obviamente pedi-lhe desculpas. Ele simpático respondeu que não tinha importância. Mas era demasiado evidente que a porta lhe tinha feito mossa.

Sim, K. no seu melhor. E a precisar, órgentemente, de acordar.

Vidas!

publicado por K às 10:51

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)