Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Domingo, 01 de Julho, 2012

Foi ontem, oficialmente, que o Francisco "ficou" meu afilhado. O baptizado foi simples, mas muito bonito e, essencialmente, correu tudo bem. O meu afilhado que é um espanto, sempre muito bem disposto, nem com a água benta se queixou. As madrinhas, creio não estar a ser demasiado imparcial, portaram-se bem à altura (da função, naturalmente - não me refiro às estaturas!).

 

O resto do dia, de festa como a ocasião exige, foi, também, uma alegria. Apesar de, no meu caso, ter sido uma alegria algo comedida, por andar tão cansada e ainda meio "down", a verdade é que o momento foi muito bem aproveitado. Ou não estivesse eu entre amigos.

Felizmente houve quem não se inibisse de utilizar a minha máquina para o registo - quando estou meia pumbinha, não tenho muita vontade em andar com a máquina em riste - e o resultado é fantástico. Só no meu cartão temos 1.133 fotografias. O que, naturalmente, dá um bom registo, para memória futura deste dia.

 

O Francisco continuou o dia muito bem disposto. Sempre a andar de colo em colo, a rir-se e a divertir-se. Só reclamou (como aliás é habitual - e em alguns casos chega até a ser meio assustador) entre colheradas. É que o meu afilhado é muito exigente. Como tal, não quer que se perca ritmo entre colheres (de sopa ou de papa ou do que for). Se abrandamos, de acordo com os standards dele, começa logo a reclamar. Vai longe, este meu afilhado, vai longe.

 

O meu sobrinho mais velho, naturalmente ainda tentou fazer uma ou duas fitas - afinal, ele (já) não é o centro das atenções - mas conseguimos levar a coisa a bem e, com tanta criançada da idade dele para brincar, não faltaram saltos no insuflável, correrias e tropelias.

Um dia em grande, portanto.

 

Da minha parte, é com enorme orgulho e bastante responsabilidade que assumo o papel de madrinha. Francisco, espero não te deixar mal, nunca.

tags:
publicado por K às 10:57

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)