Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Segunda-feira, 25 de Junho, 2012

Dormes pouco. Nestas alturas, quando até mais precisas de descasar, o sono não quer nada contigo. Acha que tu não precisas dele e até passas bem com a sua ausência.

O dia de trabalho começa muito cedo. Passas o dia inteiro de um lado para o outro, sem parar. Ficas de rastos, mas até é bom, porque não paras para pensar (ou se paras é muito de fugida, porque as solicitações são imensas). O trabalho faz bem, sempre disse. Ajuda-nos a não pensar em "disparates".

Chegas a casa, fisicamente exausta e sem forças para muita coisa. O pior é que a cabeça não pára. Continua a mil à hora. E à medida que se vai aproximando o final do dia, o início da madrugada, ela não pára. Parece que a energia é inesgotável. Vives mil e um cenários. Tentas analisar as situações, as opções, as decisões tomadas, ao microscópio. Não tens dúvidas do que se decidiu, não é isso. É tentar ver com outros olhos, algumas das coisas. Esta fase pode não ser a melhor. Ainda há uma dor imensa que me invade e percorre todas as artérias, até chegar às células. Mas a verdade é que a cabeça não pára.

É tão, mas tão difícil esta fase. Eu sei que, algures no tempo, vai melhorar. E que estes momentos são fundamentais no nosso crescimento. E que é preciso fazer o luto adequado. Estou cansada (infelizmente) de o saber e de o viver na pele. Agora que dói horrores, isso também confirmo.

tags:
publicado por K às 18:59

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)