Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Segunda-feira, 14 de Maio, 2012

Há alturas na vida em que somos postos à prova.

A forma como lidamos com esses testes, para além de decidir as consequências no momento, define (e muito) a matéria de que somos, realmente, feitos. Não adianta pensarmos que somos assim, ou assado; que perante determinada situação (adversa) agiríamos desta ou daquela maneira. Nada disso importa... até ao momento em que estamos nessa situação.

 

Já me tenho surpreendido (e muito), por, em algumas alturas, ter tomado aquela atitude, ter reagido daquela forma. Felizmente, a (grande) maioria das vezes, (acho) foi uma acção "positiva". Também tenho memória de algumas ocasiões que não fiz o que deveria ter feito (ainda bem que são em menor quantidade), mas o certo é que aconteceram.

 

A vida tem destas coisas e, no limite, é o que nos faz crescer. Como tal, a bem do (nosso) progresso, temos de saber como tirar o melhor partido destas alturas.

tags:
publicado por K às 12:45

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)