Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Segunda-feira, 07 de Maio, 2012

Quando eu era uma teenager havia uma (entre muitas) séries de televisão que eu seguia que dava pelo nome de "thirtysomething" (traduzido como "os trintões"). Quando chega a esta hora... lembro-me, em especial de uma cena entre uma das personagens que eu gostava, a Ellyn a ter uma conversa telefónica com o Gary (acho que eram estes os nomes). Sendo já bastante tarde e sem nenhum deles ter sono, era uma forma de se distrairem (conversando telefonicamente) - para os mais novos, era uma altura em que internet nem se sonhava que iria existir - ambos concordavam que era considerado muito adulto, o deitar tarde.

E por que raio me lembro disto, de vez em quando? Tem a ver com a questão do deitar tarde. E porque, eu sei, amanhã de manhã vai custar-me horrores, adulta ou não, responder ao acordar do despertador. Vidas...

publicado por K às 00:54

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)