Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Quarta-feira, 04 de Abril, 2012

Saber que nunca mais vou ter um beijo, um abraço forte, um colinho.

Que jamais irei ouvir aquela gargalhada, ou trocar um olhar cúmplice, rirmo-nos nos momentos mais inusitados.

Que não mais me irá chamar à razão.

Que já não posso desabafar, sem qualquer consequência.

 

Saber que deixou de existir uma das minha referências, um dos meus pilares.

Alguém com quem eu tive a sorte de partilhar a minha existência, ou melhor, a quem eu devo a minha existência e com quem aprendi tanto.

Alguém que ainda tinha tanto, mas tanto, para me ensinar e que partiu, precocemente e de forma tão dolorosa.

 

Saber que nunca mais vou sentir o seu perfume.

Que já não iremos partilhar os nossos momentos, só as duas, sem mais ninguém.

Que não iremos cumprir os sonhos e desejos que ficaram por concretizar.

 

Dói. Mesmo. Um desconsolo imenso, atroz.

As lembranças ajudam, mas não conseguem suplantar a revolta, a mágoa.

As saudades crescem e multiplicam-se a cada hora.

 

Tomar consciência de quantas coisas "nunca mais" irão acontecer deixa um vazio difícil de ultrapassar.

Mesmo sabendo que, para sempre, há memórias que não esquecem.

publicado por K às 00:11

:(
deve ser uma dor... inigualável...
força e coragem...
Monóloga a 6 de Abril de 2012 às 23:24

Obrigada!
K a 7 de Abril de 2012 às 23:17


mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)