Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Quarta-feira, 14 de Março, 2012

Uma vez mais, quando as expectativas são altas... acabo por sair desapontada. O problema sou eu e não tu - espera, isto era a propósito de outro post e a forma como muitos homens resolvem as suas vidas amorosas ;)

 

Retomando... o problema sou eu e as (altas) expectativas. A questão não está na indústria cinematográfica que, em tempos de crise, não dá mostras de quebra nas grandes produções e afins. Sim, eu já sei que o problema é meu.

 

Vi no outro dia este filme (na versão 3D no cinema) e, a bem dizer... soube a "poucachinho". Ganhou alguns dos óscares nas categorias técnicas que estava nomeado - mesmo sem ter visto a concorrência, parecem-me merecedoras, estas distinções (Sound Editing, Cinematography, Sound Mixing e Visual Effects) - e, para além disso... não se me ocorre mais nada para salientar. Repito, mais uma vez, o problema é meu.

 

(atenção: daqui para a frente, o que se segue contém um ou outro spoiler - depois não digam que eu não avisei!)

 

Martin Scorsese dirigiu Ben Kingsley (armagurado com a vida), Sacha Baron Cohen (tem um papel mais cómico-ridículo) e, entre outros, Asa Butterfield (o miúdo com olhos cor de céu que merecia, na minha modesta opinião, uma nomeação para melhor actor secundário). Acredito que em termos musicais pudesse, haver, também, lugar a destaque. A história acaba por ser ternurenta, como são alguns filmes de Domingo à tarde, mas só! Haveria ali mais pano para mangas que, a meu ver, não foi aproveitado. E, como me tem sucedido ultimamente (devo estar, mesmo a ficar velha rezingona) não eram precisas duas horas para contar esta história. Pelo menos tem o Jude Law, mesmo que muito esporadicamente, e já não é mau!

Ah e se TODA a acção é passada em Paris (de França) por que raio não há ninguém a falar francês? (Sim, eu tenho muito mau feitio, eu sei!)

Se era candidato ao melhor filme do ano de Hollywood... não sei se quero ver a concorrência.

Não é que seja "mau"... não é isso, mas está ao nível de tantos outros que não tiveram destaque-por-aí-além (e muito bem). É um filme que se vê bem - talvez longo demais - mas... pouco mais!

 

Hugo - Trailer

tags:
publicado por K às 13:30

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)