Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Quinta-feira, 18 de Junho, 2009

Talvez por ser filha única, para mim, os Amigos (com "A") sempre tiveram (e continuarão a ter, claro) um lugar muito especial no meu coração. Há Amigos especiais, mesmo. Daqueles que, do nada, conseguem surpreender-nos, os que estão connosco, não "matter what" (mesmo que fiquemos longas temporadas, tempo demais às vezes, sem por a conversa em dia), os que estão sempre presente quando mais precisamos de um ombro, abraço apertadinho..., os que nos acompanham nas mais diversas (e por vezes entediantes) actividades, os que se divertem e nos divertem... enfim, poderia estar aqui um dia, uma semana, um mês inteiro a dissertar sobre a amizade e os meus amigos. Sim, isto tudo para dizer que tenho excelentes amigos, adoro-os a todos. São excepcionais. E, em momentos cruciais, estiveram (e espero que não resolvam desertar) sempre comigo.
Claro que é uma via de dois sentidos, eu também estou para eles, incondicionalmente, assim é a amizade.
Sem cobranças gratuitas, sem aquela sensação ridícula (que muita gente, infelizmente tem) de estar sempre a comparar se aquele meu amigo tem um carro melhor, ou nível de vida superior... isso não interessa mesmo nada!!!
Também é bom quando nos chamam à realidade, puxam (ao de leve) as orelhas porque estamos quase a fazer / ou já realizamos uma grande asneira.
Os Amigos são das melhores coisas que já se inventaram. E pronto!
Tudo isto porquê?
Porque me apeteceu! E o blog é meu, na-na-na-na-na!!!

Vou confessar um segredo: ando viciadíssima na série (para mim, de culto) de televisão "FRIENDS". Acho que, de certa forma, traduz o que eu na minha maneira (de sempre) muito atabalhoada quis dizer nos parágrafos anteriores.
A música do genérico não me sai da cabeça: estou aqui no escritório a trauteá-la (sim, infelizmente canto muito mal) e... reza assim:

 

Rembrandts - I'll Be There For You

So no one told your life was gonna be this way
Your job's a joke, you're broke, your love life's D.O.A. (1)
It's like you're always stuck in second gear
When it hasn't been your day, your week, your month, or even
your year, but

{Chorus}

I'll be there for you
When the rain starts to pour
I'll be there for you
Like I've been there before
I'll be there for you
'Cause you're there for me too

You're still in bed at ten and work began at eight
You've burned your breakfast so far, things are going great
Your mama warned you there'd be days like these
But she didn't tell you when the world has brought you down to your knees, and

{Chorus}

No one could ever know me
No one could ever see me
Since you're the only one who knows what it's like to be me
Someone to face the day with
Make it through all the best with
Someone who always laughs at
Even when I'm at my worst, I'm best with you
Yeah!

{Chorus}

I'll be there for you
I'll be there for you
I'll be there for you
'Cause you're there for me too

 

 

 

Digam lá que não diz tudo?

Lindo!!!

 

(1) D.O.A. = Dead on Arrival (já aprendi uma coisa hoje e o dia está a começar)

 

tags: , , ,
publicado por K às 10:36

A música nem é má...tem uma letra gira e,claro, é de uma das minhas séries favoritas "Friends"! Boa escolha...tem mensagem! :)
perplex3r a 18 de Junho de 2009 às 21:44


mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)