Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Segunda-feira, 05 de Março, 2012

É muito raro riscar alguém da minha "lista" de amigos. Assim de repente, estou a lembrar-me de 3 pessoas. Agora, também vos garanto... depois de riscados, dificilmente voltam ao "undo", quando ainda não tinham sido despromovidos. Até poderão voltar a ser "amigos", mas num grau de amizade muitíssimo inferior, anos luz, do que eram. E em dois casos, dos três, isso já sucedeu. Em ambos, lá está, o patamar onde actualmente se encontram é quase como daqui à Sibéria. Pronto, à Polónia.

 

Porquê isto? À saída da missa de 7º dia da minha mãe, foi hoje, veio ter comigo alguém que numa outra galáxia foi a minha melhor amiga. Naquela altura em que as melhores amigas fazem toda a diferença. Ainda não há namorados. É com elas que partilhamos tudo. E nós partilhámos muito. Mesmo. Guardo com saudades esses tempos.

Para mim foi uma enorme traição quando nos separámos. Fruto da vida. Ainda por uma ou duas vezes tentei que a amizade não se perdesse. Mas, cansei-me de tanto "não" e de ser a única a remar - onde é que eu já vi este filme? Às tantas deve ser a história da minha vida... - anyway, há mais de 16 anos que não trocamos palavra.

Naquele momento, à saída da igreja, vem cumprimentar-me (absolutamente normal) e disponibilizar-se para o que eu precise. Naturalmente que agradeci. Não é isso que está em causa. E até reconheço o facto de se ter deslocado, com a mãe (na altura, éramos visita constante na casa uma da outra; cheguei a fazer férias com os pais dela e foram dias fantásticos) e com a criança até ali. Mas, daí a "se precisares de alguma coisa"... vai uma distância e tanto.

 

Apetecia dizer-me: «Sim, alturas houve, num passado longínquo em que precisava de ti; mas as tuas prioridades eram outras. Agora... já vens tarde.»

Não respondi nada disso. Agradeci, mas, tirando isso, não dei mais importância. Se ficou magoada... temos pena! Não era, efectivamente, minha intenção. Mas, c'os diabos, tenham dó!

tags:
publicado por K às 23:33

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)