Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Sexta-feira, 02 de Março, 2012

Um dia de cada vez.

Um dia atrás do outro.

Um dia para quem tem dias.

 

Há momentos do meu dia que são menos difíceis.

Há outras alturas que são muito complicadas.

Como toda a gente. Como todos. Pelas mais variadas razões.

 

Ninguém disse que era fácil.

Ninguém disse que não ia doer, horrores.

Ninguém disse que iríamos sentir como se nos tivessem amputado uma parte de nós, da vida.

 

Não sou a primeira a passar por algo semelhante.

Infelizmente não serei a última.

 

Sabemos que melhores dias virão.

E que também outros bem escuros nos brindarão.

Sei também que vou conseguir sair mais fortalecida de todo este sofrimento (não para já, há que dar tempo ao tempo. Quanto tempo é esse tempo? Logo se vê).

Sei que era esse o seu desejo.

Sei que me irá acompanhar, das mais diversas formas.

Irei recordá-la nos momentos mais caricatos e nos mais previsíveis também.

As saudades irão ser avassaladoras, especialmente em alguns dias.

Sabemos isso tudo.

 

Mas não tenho a menor dúvida que tenho de continuar a minha vida - era isso que a minha mãe quereria e quer - e assegurar-me que esteja ela onde estiver terá bastante orgulho em mim.

tags:
publicado por K às 10:49

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)