Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Quarta-feira, 29 de Fevereiro, 2012

Escolheu uma manhã de nevoeiro - há tanto tempo que não tínhamos uma manhã assim - para nos deixar. Numa terça-feira de final de Fevereiro, 28 de seu dia.

Foi uma mãe, mulher, amiga, irmã, colega, chefia, subordinada fantástica a vários níveis. Não existem palavras para a descrever. Quem teve a felicidade de se cruzar com ela só lhe reconhece qualidades e não poupa nos elogios. Até pessoal do IPO veio ao funeral. Inacreditável.

 

No meio de tudo ainda conseguiu ter a presença de espírito para pedir, in extremis, para que a levassem ao hospital. Quando até achávamos que estava a melhorar (o Domingo foi um dia nada similar aos dias e semanas anteriores em que estava, efectivamente melhor). Era o canto do cisne - apesar de na altura não o sabermos.

Fizemos-lhe a vontade, naturalmente. Entrou nas ugências pouco passava das oito da noite de dia 27. Por volta das seis da manhã de dia 28 findou o seu sofrimento.

 

Vai fazer-me muita falta, a vários níveis. Alguns nem consigo vislumbrar agora. Outros são demasiado evidentes.

Foi-se a pessoa com quem eu já tive mais cumplicidade. Bastava olharmo-nos. Ou um sorriso. Não eram precisas palavras.

Já está a fazer-me falta.

Muita.

 

Sei que continua a olhar por mim. Não tenho a menor dúvida. Mas as saudades são imensas.

Um grande beijinho, mãe, daqueles bem especiais.

tags:
publicado por K às 20:16

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)