Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Sexta-feira, 13 de Janeiro, 2012
Há de tudo, como no supermercado - creio que o ditado deveria deixar de
referir a farmácia, mas isto são ideias minhas - em dias como o de hoje:
sexta-feira 13. Há quem gostasse de ficar em casa, bem quietinho, para que
o dia passasse num instante e não tivesse "azares". Há quem vá a jantares
de comemoração de dias como este e cumpra todos os rituais que os mais
supersticiosos nem ousam referir.

Sim, estou bem ciente dos factos que ocorreram numa sexta-feira, dia 13, lá
longe, na nossa história. E que, por essa razão, o "povo" passou a designar
dias, como este, como sendo de azar.
Pois, eu já tive 6ª feiras 13 que me correram muitíssimo bem, outras muito
más; como sucede com 6ªs feiras 12, ou 14, ou qualquer outro dia. Mas
enfim. O importante é que todos estejam felizes. Seja a evitar o azar, ou a
má sorte; seja a desafiar a fortuna e a achar-se bruxa ou bruxo.
publicado por K às 09:01

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)