Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Terça-feira, 19 de Maio, 2009

Há dias em que apetece mandar toda a gente para aquele sítio. Uns pela displicência com que levam em (des)consideração os nossos comentários. Outros pela arrogância associada à ignorância e querendo fingir que fazem, ou simular que têm tudo sob controlo. É claro que nada disto é novo. É óbvio que é a postura "habitual" do portuguesinho. Se me incomoda? Muuuuuuuuuitooooooooooooooooooooooooooooooooo. Se me chateia o quanto me incomoda? Por um lado sim: é sinal que ainda não baixei os braços, que não me deixo levar, como tantos outros fazem, pelo encolher de ombros. Por outro aborrece-me o quanto este tipo de situações continua a importunar-me e a desilusão que as pessoas (ou uma grande parte delas) continuam a não-querer-saber; o "não é nada comigo" (quando muitas vezes tem TUDO a ver com eles); o "alguém vai resolver". Sabemos que quando algo corre mal, há sempre um desgraçado qualquer que vai ter de levar com as culpas, mesmo não sendo responsável por isso. Bem-vindo a Portugal, este país imenso, onde todos assumem a sua quota parte de interveniente em levar o país para a frente.
Talvez por hoje (para não variar) o meu dia ter começado muito cedo, às 07:30 já estava aqui no cliente. Talvez pelo cansanço acumulado de tantos dias com pouco dscanso. Talvez porque, para onde quer que olhe vejo pessoas que, profissionalmente, deixam muito a desejar, a vários níveis e sobre diversos assuntos, os mais díspares. Talvez porque... sim, hoje vou ficar por aqui. É uma forma de a coisa não piorar... digo eu. E vou curar o meu mau feitio para outro lado.

tags:
publicado por K às 16:47

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)