Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Sábado, 25 de Abril, 2009

Há alturas em que o silêncio é o melhor conforto. Apenas a nossa presença pode, por vezes, confortar mais e consolar mais do que mil palavras.
Ontem fui (com outros amigos) buscar uma amiga ao aeroporto. Teve de vir porque o pai dela morreu (ainda não se sabe como, mas que foi "de repente") na véspera. Ela está "emigrada" em Inglaterra. Dói-nos o coração vermos pessoas de quem gostamos a sofrer e a sensação de impotência é revoltante.
Tentamos o que nos é possível para tentar "amenizar-lhes" a dor, mas é quase impossível. Amigo é mesmo assim, estamos aqui para o que der e vier, nos bons e nos maus momentos.

tags:
publicado por K às 10:54

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)