Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Quinta-feira, 11 de Agosto, 2011

Conseguimos ver o "à vontade" que as pessoas têm com o computador pela forma como utilizam o teclado. Em geral, quem utiliza, apenas, os indicadores para percorrer todas as teclas disponíveis são as pessoas que fogem a sete pés quando se ouve algum "bóinc" e que acham que os softwares, a internet, etc. são coisas do além, completamente inatingíveis (e entendíveis). Ontem assisti a uma "mini-mini-palestra" e a interlocutora (estava a dar informação sobre site e a aplicação que será utilizada no site), logo seria alguém que, à partida, se mexe bem com as questões informáticas, utilizava, apenas, os dedos indicadores no teclado. O que me levará a concluir (mesmo?) que talvez existam excepções à regra...
Atenção, eu não referi ou sequer apontei como hipótese que quem sabe as regras todas de dactilografia (e utiliza, correctamente, as falangetas) para os teclados de computador sabe, igualmente lidar com questões computacionais mais do que as óbvias (e mesmo estas, às vezes...).
Era só mais uma teoria da K., nada mais.

tags:
publicado por K às 08:39

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)