Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Sexta-feira, 22 de Julho, 2011

Há uma característica em quase todos os homens que me deixa, quase, irritada. Nem é bem irritada, mas talvez bastante incomodada. Estão a ver a situação de um homem que foi rejeitado, ou melhor, nem sequer houve rejeição, porque, simplesmente, do outro lado (neste caso mulher) não existiram quaisquer sinais que permitissem avançar com o que quer que fosse. Pois, não existiu nada, para além de, eventualmente, umas trocas de olhares e coisas que tais - ou se calhar nem isso. Mas, passados já não-sei-quantos-meses, quando voltam a estar juntos, ele acaba sempre por me perguntar: então o não-sei-quantos é namorado dela? E eu a dar para trás, que acho que não, são só amigos, e a desconversar o tempo todo. Não há hipótese. Mesmo quando nos encontramos, de vez em quando, pergunta-me sempre por ela. Mas que fixação! Ela, por seu lado, não está nem aí. Será que dá para perceber que é para seguir para outra? Ah, detalhe importante... ele é casado é, cheira-me é dos que gosta de arrastar asa, e quem sabe algo mais, mas é dos que nunca, jamais em tempo algum, irá alterar a sua situação familiar - pobre a mulher que se envolver com ele, se não vir isto, logo no início. Ela, a minha amiga, é alguém bastante independente que tem imensos homens atrás dela e como desdenha a maior parte deles - e faz ela muito bem, há com cada um! - parece que ainda "chama" mais. É impressionante. Ah, não esquecer de referir que, a grande maioria destes zangões, são casados. Pois.
Seja como for... será que dá para me deixarem em paz? Já estou a ficar um pouco farta de tanta pergunta e tanta coisa sobre a minha amiga. Já dei para trás de quase todas as formas e feitios. E sim, quase logo no início (com a aceitação dela) dei-lhe o número de telefone dela. Acham que lhe telefonou? Pois claro que não! Homens!

Sim, eu sei, não são todos iguais. E ainda bem. Mas, há alguns que acertam na mouche no estereotipo sem falhar quase nada. Vidas!

tags: ,
publicado por K às 08:42

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)