Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Domingo, 17 de Julho, 2011

A 6ª Feira do SBSR foi muito boa. Realço os concertos dos gift e arcade fire, sem sombra de dúvida. Como dizia a S. uma só noite de SBSR foi melhor do que quatro de Optimus Alive. Apesar de Portishead não fazer muito o meu género, ainda para mais em recinto festivaleiro - não posso dizer que não gostei, não é isso, mas creio que é demasiado melancólico para um evento daqueles. Atenção, a mulher, Beth Gibbons, tem uma voz fenomenal, mesmo.
Ah e giro, giro, foi andarmos ainda um bom bocado à procura do carro. Sabíamos que estava, algures, numa clareira, entre pinheiros, naturalmente que não havia mais nada disse à volta. Ah e o pó, não esquecer de referir o pó. Realmente, é um grande, enorme, contra este "recinto". E, cheira-me, enquanto decorrer na herdade do cabeço da flauta, meco, o pó continuará a ensombrar o festival - era tão bom quando a festa tomava lugar junto à expo.

Ontem, depois de uma inteiro, ou quase, de preguicite foi tempo de uma despedida de solteira que, infelizmente, não correu grande coisa. Já assisti a muitas, mas nunca nenhuma como a de ontem em que a noiva, às tantas, cedeu à bebida, terminando, prematuramente, a festa (dela). Triste, para não dizer outra coisa. É pena que tenha, como recordação, alguns dos momentos que se viveram ontem. Não entendo o que algumas pessoas têm na cabeça. Isso, ou estou a ficar demasiado velha.

Hoje, depois de uma visita rápida ao hospital, para dar um allô aos meus pais - até 6ª Feira têm de ir ao hospital, para a minha mãe receber uma dose de um antibiótico especial. A questão é que nesta fase, em plena recuperação do tratamento da quimio, ela está demasiado fraca e custa-lhe, horrores, sair da cama e ter de vir, todos os dias ao hospital, está a ser complicado. A ver vamos como vai correr. - resolvi dar um salto a um centro comercial a ver se, nos saldos, encontrava um par de calças que me sirvam. Tarefa difícil que se tornou impossível. Raios. Os modelos (e os respectivos números) não são feitos para mim: ora estão largas ali, apertadas acolá, ora não entram acoli,... desesperante. Acabei por não encontrar nada. Oh vida. Pode ser, como sugeriu N., que os dias eficientes do gym façam efeito e, assim, tudo se resolve. A ver vamos. Agora é altura de alguma lida da casa, inclui máquinas de roupa e outras coisas que tais. Preparar a semana de trabalho que se avizinha que será, para não variar, complicadota.

tags: , , ,
publicado por K às 17:10

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)