Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Sexta-feira, 29 de Abril, 2011

Está a ser uma fase particularmente complicada. Ando com os nervos à flor da pele. Qualquer coisa tem uma importância enorme, GIGANTE - reconheço que, por vezes, talvez esteja sensível demais (existe, isso?) e, logo, talvez (é só um talvez, atenção!) algumas atitudes possam ser, ligeiramente, exageradas. Mas, lamento, esta sou eu. Eu também sou esta pessoa a reagir desta maneira perante as diversas situações que se me vão atravessando. Isto tudo, tudo, TUDO, faz parte do meu crescimento enquanto pessoa. Logo, se perante tudo o que acontece à minha volta, eu actuo de forma A, B, ou C... sou eu! Genuinamente.

Mas está a ser uma altura muito adversa de atravessar. Todos dos dias, por vezes várias vezes enquanto dura um dia, tenho de reunir forças (sei lá eu onde) para não baixar os braços, para não começar a praguejar sem parar, para não pegar na trouxa e sair, sem destino, desanuviar, para, ainda assim, continuar a cumprir com tantos e tantos deveres e outras tantas obrigações.

Estão a ser dias difíceis. Mesmo.

Também sei que vão passar. Tenho a certeza. Mas, enquanto não chega essa altura, o presente, está a ser um tudo nada envenenado.

tags:
publicado por K às 13:47

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)