Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Quarta-feira, 30 de Março, 2011

[Nota: Actualização às 17:20
Graças ao Pedro Neves, aqui a K. conclui que, mais uma vez, voltou a fazer das dela...
a notícia que referencio abaixo tem data de publicação de dia 01 Dezembro 2009.
Vidas!

O me apetece mesmo perguntar é: qual o juro negociado? Quando nos pagam? Será que não dá para fazer "encontro de contas"? Vá... expliquem-me, por favor...]

 

Mas, mas, mas, estará tudo doido?
Diz o sapo que o Banco de Portugal assinou, hoje, um acordo em como vai emprestar 1,06 mil milhões de euros (até me perco com tanto milhão) ao FMI.
Mas... mas... estará tudo doido?
Será que é para termos crédito, agora, para, mais tarde, lá ir pedir emprestado? E quais os juros? (agora e depois, não vá, no meio disto tudo, ficarmos a perder duas vezes)
Ou será que nem o FMI tem dinheiro para injectar nos países que necessitam?
Mas... se estamos a emprestar a nós próprios... para quê pagar juros? Não entendo nada... alguém consegue explicar-me como se eu fosse muitooooo burraaaaaa?

tags:
publicado por K às 12:57

Olá,

O que se passa é que essa noticia é de dia 1-Dez-2009... já passou quase um ano e meio.
Depois disso já a Irlanda pediu ajuda à UE / FMI e recebeu/receberá 85mil milhões dos quais 22,5 mil milhões vêm do FMI.

Vê esta noticia do inicio deste mês:
http://economico.sapo.pt/noticias/fmi-baixa-juros-cobrados-no-emprestimo-a-irlanda_112627.html

O mundo move-se MUITO rápido actualmente e de um dia para o outro tudo pode mudar nos meios financeiros, como se viu em 2008/2009.
Pedro Neves a 30 de Março de 2011 às 15:38

Pedro,
Muito obrigada pelo esclarecimento!
;)
K a 30 de Março de 2011 às 17:12


mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)