Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Quinta-feira, 17 de Março, 2011

E a malta que para virar páginas leva o dedo indicador (ou outro qualquer - for that matter) à boca, para humedecer e, assim, conseguir passar a folha? Odeio. ODEIO. Acho abominável e mesmo quasi-nojento. Há quem faça, meticulosamente, de três em três páginas. Dever ser porque, entretanto, o belo do dedo já secou e, vai daí, é necessário recarregar a humidade especificada sabe-se lá onde para, desta forma, proceder à leitura do livro, ou da revista, ou do manual, ou do relatório impresso, ou... you name it. Será que é uma característica só nossa (portuguesa)? Ou haverá outros povos a terem semelhante comportamento (reprovável)?

tags:
publicado por K às 18:27

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)