Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Quarta-feira, 16 de Março, 2011

Esta coisa de termos toques de telemóveis e outras coisas que tais a imitar a realidade... dá nisto. Eu trabalho (quase) no campo, quando estou no escritório (e não num cliente). Pelo menos é onde o Judas perdeu as botas - e não sabemos se outras coisas mais... também... e, creio, resolveu que era preferível ficar sem elas, do que vir resgatá-las.
Onde é que eu ía? Ah, sim, trabalho quase no campo. Desde que voltei de férias que assim por esta hora ouvimos um chilrear de um pássaro. Até aqui tudo bem. Hoje uma colega (que até tem estado fora) resolve perguntar de quem seria o telemóvel que estava a tocar e... por que não atendiam. Risota geral, naturalmente. Lá lhe explicámos que se chama "natureza" e eu ainda acrescentei que, como estamos a chegar à Primavera, certamente, o pássaro quer é companhia (piú!) e, vai daí, está a ver se com a cantiga do bandido consegue enganar alguém.

publicado por K às 18:49

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)