Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Domingo, 22 de Março, 2009

Os benfiquistas que me desculpem, mas acho vergonhoso o que se passou ontem na final da taça da liga. O árbitro decidiu, os penáltis deram o resultado, o Benfica ganhou. Agora é imperdoável que numa final de uma competição se cometam erros grosseiros como o que ontem se assistiu. Ainda se tivesse havido alguma simulação por parte de um jogador (infelizmente, no nosso futebol temos disso em demasia: supostos profissionais que se atiram, mergulham, para a relva, simulando que sofreram falta), poder-se-ia dar o desconto à equipa de arbitragem, pois tinham sido iludidos. Mas não, isso não foi o que sucedeu. Uma má (péssima) avaliação por parte de quem tem a soberania da decisão, o árbitro, levou a que fosse marcado o penálti (e a expulsão do jogador do Sporting). Que o Pedro Silva não deveria ter agredido o árbitro, não duvido. Que alguns jogadores (incluindo sportinguistas, estou a lembrar-me, assim de repente do Derlei) pareciam que estavam a fazer tudo menos jogar à bola, também é verdade. Infelizmente, já nos vamos habituando a que, em especial nas finais, quando "clubes grandes" (será que são mesmo?) se confrontam não existe "bom espectáculo de futebol". Eu lamento, mesmo, porque gosto de ver um bom jogo. Never the less... é vergonhoso que o árbitro tenha decidido adulterar o que, realmente, aconteceu. Lamentável.
Sem dúvida que é por estas e por outras que o nosso futebol está a anos luz dos ingleses, mesmo.

tags:
publicado por K às 17:42

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)