Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Terça-feira, 30 de Novembro, 2010

Adoro. Os que são mesmo Amigos. Do fundo do coração. Hoje almocei com um (amigo) que há mais de cinco anos não nos víamos. Foi giro pormos a conversa em dia e ficar com a sensação que tinham passado uns dois meses, ao invés de 60 (fui fazer as contas). Falamos essencialmente de banalidades. Do que fazemos. Do que tem sido a nossa história nestes últimos anos. Ele a contar as peripécias da Beatriz, a filha, com quatro anos (já!). Soube tão bem. É um regressar a outros tempos, mas agora.  Eu sei que não faz sentido, mas, para mim sim. E isso chega. A ver se agora não perdemos o ritmo e, volta na volta, conseguimos marcar uns almocinhos.
Ele não mudou nada. É curioso. Diz que eu também não. Ambos estamos de acordo e achamos que isso é óptimo. No meu caso - não tenho dúvidas - é mais uma questão de não ter mudado muito exteriormente. Porque do resto, felizmente, tenho crescido e bastante. Bem... se calhar cresci numas coisas, noutras estou cada vez mais criança. É a vida!

tags:
publicado por K às 13:51

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)