Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Sábado, 13 de Novembro, 2010

Ontem cheguei a casa eram duas da manhã - agora que penso nisso, já não era ontem, mas sim hoje... - e constatei que alguns vizinhos instalaram luzes de Natal nas janelas e varandas - de extremo bom gosto, naturalmente.
Apesar de não apreciar por aí além - tenho de confessar, acho uma piroseira do pior - mas, dou o desconto. Afinal, há coisas piores e faz parte da "cóltura" e das particulariedades do bairro onde moro. Giro, giro é constatar a "guerrinha" entre janelas e varandas. Naquela coisa da afirmação "a minha é maior do que a tua; e tem mais luzes; e mais coloridas, etc. e tal".
Gosto imenso do Natal. Do que ele efectivamente representa. Das reuniões familiares. Dos doces. De quase tudo. Adoro. E sim, sinto falta de alguns que já foram e não voltam.

Agora, estamos no Verão de São Martinho. Ainda nem a meio de Novembro chegamos. Luzes de Natal... agora? Está tudo louco? Ou a crise também serve de desculpa?

publicado por K às 09:15

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)