Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Quarta-feira, 22 de Setembro, 2010

que não tínhamos uma destas. Creio que está tudo dito e... não vale a pena acrescentar mais:

(roubado daqui)

tags:
publicado por K às 18:06

Era bom acreditar nesta verdade, não era?
Infelizmente só levamos a vida a sério demasiado tarde.
K, deixe-me que lhe pergunte (pode não responder)- Recorda-se muito da infância, ou não?
E bommmmm diaaaaaaaaaaaa
O a 23 de Setembro de 2010 às 12:59

recordo-me q.b. why?
não sou daquelas pessoas saudosistas que passa o tempo inteiro a lembrar-se dos tempos de infância; mas também não sou das que já se esqueceu. Mais... procuro não "apagar" a criança em mim eh eh e por isso continuo a fazer mil e um disparates, todos os dias ;)
mas... já agora porquê?

[nota: perguntar pode sempre... eu posso é não responder, naturalmente]
K a 23 de Setembro de 2010 às 14:25

K perguntei-lhe, porque fascina-me o que o Tempo faz. Olhe, quando eu fizer anos posso pedir-lhe "Em Busca do Tempo Perdido" ? (poder pode, eu é que não lho dou:))
Não sei muito bem explicar-lhe por palavras, mas é quase uma experiência mistica passar por um sitio que costumeiramente pertencia à minha infância...sei lá, fazer o trajecto da minha antiga casa para a escola e ver a imutabilidade das coisas, em contraste com a minha mudança.... como se de um momento para o outro, fosse possivel, ver vir, na minha direcção, eu próprio com uma mochila às costas e ao olharmo-nos nos olhos, não nos reconhecendo, vivêssemos como que um "dejá vu". Não sou daqueles "ó tempo volta para trás". Apenas me interessa a mudança que o Tempo traz.....Sabe que em fisica ninguém sabe muito bem o que é o Tempo- em fisica o tempo não tem um sentido ou seja, não existem diferenças entre o tempo passado e tempo futuro. Não existe uma Seta do Tempo, e isto porque o tempo surge em grande parte das fórmulas matemáticas elevado ao quadrado......K hoje estou todo "mamado" do juizo....:)))
Bj e obrigado por me ouvir

PS: O Proust teve esta experiência do Tempo quando, em adulto, saboreava um queque (mas poderia ser um cheiro,etc), que a sua mãe lhe costumava fazer quando ele era criança...eu não chegando aos queques fico-me pelas árvores do meu caminho...

Quer-se rir:
Uma vez perguntei a um amigo a sensação do Tempo, bem como as coisas que no-lo recordam. Ele respondeu-me, secamente, que todas as coisas que lhe interessavam estavam consigo. Bom, as minhas talvez tenham ficado perdidas no Tempo.
O a 23 de Setembro de 2010 às 19:11


mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)