Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Segunda-feira, 16 de Agosto, 2010

Os dias passam e eu sem saber. É, em simultâneo, desconcertante e atemorizador. Dou por mim a contar as horas, os minutos, os segundos. Tento não pensar no assunto - será que "não pensar" é pensar? Tentar afastar o pensamento, é reflectir sobre a matéria?
E tu aí tão longe, desconhecendo estes devaneios.
E há alturas em que o meu estômago se solidariza com o meu pobre neurónio e vá de ficar, também, com um nó cego.
Claro que tento minimizar a coisa - como se conseguisse! - essencialmente tento não pensar, a toda a hora, no mesmo. Procuro distracções. Por vezes sou bem sucedida. E como nunca fui de baixar os braços (e não será agora que vou tomar esse caminho), irei continuar a lutar, antes que dê em doida (mais ainda!). Vidas!

publicado por K às 13:21

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)