Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Quinta-feira, 29 de Julho, 2010

Que tenho os melhores pais deste mundo e do outro? Ainda não tinha dito? Pois, é a mais pura verdade. Os meus pais são fantásticos. E porquê isto agora? Por todas as razões e por razão nenhuma.
Acabei de regressar de um almoço com eles. Entre alguma "picardia" / "embirração saudável" (de quem convive há muitos anos e já passou por muita coisa, mesmo), absolutamente normal, entre eles. Sei que tenho o maior orgulho em poder chamar-lhes PAIS. E se sou como sou, devo-o muito a eles. Pelas oportunidades que me proporcionaram, mas acima de tudo, pela maneira como me educaram. Adoro-os. Era isto.
Now... back to work, antes que o calhau que há dois dias me anda a ameaçar resolva sair do rim, me obrigue a ir para as urgências e lá fica o trabalho pendurado (que não pode ser nada!).

tags: , ,
publicado por K às 14:15

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)