Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Quarta-feira, 07 de Julho, 2010

Eu sei que sou muito, muito estranha - no entanto, sou bastante feliz assim.

Os meus amigos estranham que eu arrume a casa antes da empregada lá ir (esteve de férias um mês e tal... que saudades que eu tenho!). «Ah e tal, mas, porque não deixas para ela arrumar?». Primeiríssima razão: nunca encontro nada que ela arruma; coloca as coisas nos locais mais óbvios (para ela) e menos evidentes para mim - vai daí, se for eu a arrumar, pelo menos, já não tenho desculpa. Segunda razão: como lhe pago à hora, prefiro que ocupe o tempo com outros afazeres domésticos. Terceira razão: sou um tanto ou quanto desarrumada, é certo, mas, a S. escusa de ficar traumatizada...

Pronto, sou estranha. Vidas!

Estou para aqui a pensar... será que não é hoje que ela regressa?

 

Actualização às 23:45
E... não é que ainda não foi desta que ela regressou? Estou tramada!

tags: ,
publicado por K às 09:32

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)