Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Quinta-feira, 17 de Junho, 2010

Pois é e eu continuo como se estivesse dentro de um "carrinho" na maior montanha-russa: às vezes a subir, outras a descer. Que é como quem diz... ele há alturas em que tudo está claro, como água das Caraíbas (sem derrame de crude e/ou outros derivados do petróleo), outras em que volta a fazer-se um nó na minha cabeça e deixo de saber o que fazer, o que pensar, para que lado me vou virar, como se tivesse uma venda à frente do olhos, daquelas bem opacas. E não, não gosto. Sempre fui mais de carrinhos de choque.

Sim, depois há aquelas alturas em que acho que o melhor é não pensar - apesar de, no passado, isso talvez não tivesse corrido tão bem, mas é a vida e faz parte do nosso crescimento. O que me irrita mais é mesmo esta dúvida. O andar qual cata-vento, um dia virada para Norte, outra para Sul, depois há o dia em que acordo orientada para Sudoeste... Vidas!

publicado por K às 08:21

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)