Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Quarta-feira, 16 de Junho, 2010

E quando temos o carro na reserva, andamos quase até à última a utilizar o combustível (no meu caso gasóleo) e constatamos que, volta na volta, o nível em vez de diminuir... aumenta? Isto é o que me sucede de vez em quando. Hoje foi um desses dias. Entre o caminho casa-bomba-de-gasolina (resolvi que ia utilizar uma que está mais próxima do trabalho, a cerca de 20 km da minha maison), volta na volta dizia-me que tinha alcance para 45 km, para, mais à frente, indicar que, afinal era 55 km. Gosto.

 

[Ah e tal, não me venham "estragar o mood" afirmando que é uma indicação (electrónica) e que, em especial quando o tanque de combustível está quase vazio, o nível que a sonda mede fica mais afectado (gosto de pensar e imaginar o nível todo afectado, qual flor de estufa e se preciso for, a fazer birra também) e mais sensível (coitadinho do pobrezinho) a variações resultantes do veículo estar a subir ou a descer uma estrada íngreme]

publicado por K às 08:24

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)