Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Quinta-feira, 29 de Abril, 2010

O meu pai é um grande Senhor. Há aquela velha máxima que ao lado (não gosto do "atrás" logo re-escrevo a coisa, sendo que o sentido é o mesmo) de um grande homem está uma grande mulher, não é? No caso dos meus pais, literalmente, a grandiosidade de cada um, em separado, é, também, porque o outro existe e co-existem os dois. Confuso?

Hoje o meu pai está de Parabéns. Cada ano que passa - deve ser de eu estar a ficar mais velha - têm-me vindo à memória os bons momentos que passamos juntos na minha infância (e não só, claro, mas o que querem? recordo-me das memórias mais antigas...). Foi quem me ensinou a fazer um série de coisas, algumas banais (nadar, jogar à bola, andar de bicicleta, etc.) outras nem por isso (a seguir e a saber usar o meu sentido de oritentação, por exemplo). Apesar de afirmarem que somos iguais, somos muito, mesmo muito diferentes. Tem os seus defeitos (como todos nós, isso hoje não interessa mesmo nada) e inúmeras qualidades também.
Os dias estão a melhorar, a todos os níveis, não tarda terá passado a grande tempestade. Como há sempre o lado b (b de bom, o outro lado, da questão) toda esta tormenta tem-nos aproximado ainda mais, cada dia, mês que passa é engraçado constatar a nossa união. Sim, claro que também andamos às turras, faz parte - e também é salutar.

Está de parabéns o meu pai de quem eu gosto muito, mesmo. Parabéns, PAI!

tags:
publicado por K às 06:53

Beijinho grande de parabéns :)
sónia a 29 de Abril de 2010 às 10:20

'bigadaaaaa
K a 29 de Abril de 2010 às 11:01


mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)