Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Quarta-feira, 28 de Abril, 2010

Cada dia que passa é demasiado evidente que o crash, boom, bang está eminente. No entanto, tenho mesmo de te agradecer - e não estou a ser, de modo nenhum, irónica - por tua causa voltei a ser lamechas e tudo e tudo e tudo; a comover-me com situações que não lembram a ninguém (porquê? isso era o que eu gostava de saber... vidas!); no essencial, voltei a acreditar. Eu sabia que um dia este momento iria chegar (e houve alturas em que esteve à beira de suceder), no entanto, só agora posso afirmá-lo. Bem lá fundo irá acontecer o que eu temia: só porque eu cheguei ao momento em que voltei a ter fé isso não implica que, efectivamente, as coisas resultem. Geralmente a vida vai-nos pregando algumas partidas. E a verdade é que raramente os acontecimentos sucedem como esperamos.
Sim, eu sei, nada de stresses, vamos ver o que me espera. No entanto (e antes que me esqueça - porque tenho tendência a começar a maldizer) aqui fica, desde já, o meu sincero obrigada!

publicado por K às 19:02

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)