Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Sexta-feira, 23 de Abril, 2010

Para tudo. Acredito piamente nisto. Podem chamar-me romântica, incorrigível, doida, see if I care... Há sempre o lado bom em tudo o que se passa à nossa volta. Temos, sempre, a opção de escolher qual deles queremos ver, agarrar, etc. e tal e pronto. Era só isto.
Ah e tal, mas todo este devaneio (sem trazer nada de novo, hélàs) vem a propósito de quê? Como ontem reclamei, a máquina de café aqui do estaminé (trabalho) está avariada. Logo não há café. Tenho de descer ao piso zero e "roubar" a outra área (os colegas deixam-nos). Naturalmente que perco algum tempo, mesmo que venha escadas acima com o belo do café, sim, sujeita a queimar-me - quando fumava fazia isso escada abaixo, estou a melhorar!. E, como tal, bebo muito menos café. Logo o facto de termos a máquina "fora-de-serviço" actua no sentido benéfico da minha saúde. Desgrados de quem tem de aturar com mau feitio por não ter café. Temos pena. Ninguém disse que o mundo era perfeito!

publicado por K às 10:17

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)