Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Segunda-feira, 19 de Abril, 2010

Fui abastecer o meu carro e enquanto o fazia deparei-me com uma palavra que desconhecia impressa num folheto de publicidade na bomba de gasolina. Ainda pensei que fosse algum lapso e que, apesar de ter passado por inúmeras pessoas, tivesse passado ao lado. Logo concluí que não sendo uma palavra parecida com nada... não devia ser esse o caso. E qual a palavrinha? Vuvuzela. Pois, a rimar com Venezuela e... olhe lá. O que será? Não faço a mais pequena ideia. Coincidência das coincidências, já regressada aqui ao estaminé e deparo-me com um post na rádio comercial a propósito dessa mesma palavrinha. E pronto, estava já pronta para ser má língua, eis senão quando, deparo-me com a minha ignorância sobre o assunto. Diz que é um instrumento musical utilizado na África do Sul (assim parecido com uma corneta comprida), em especial entre adeptos para levarem aos estádios de futebol.

tags:
publicado por K às 13:54

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)