Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Segunda-feira, 29 de Março, 2010

Que a coisa tem fim. Está bem próximo, assim esperemos, mas ainda não terminou. E, em dias como o de hoje, em que me vêm à memória recordações menos boas - eu sei que sou uma grande totó, mas o que querem que vos faça?. Se, por um lado penso na grande (ENORME, DESMESURADAMENTE GRANDE) vitória que têm sido os últimos anos, ao mesmo tempo (até por essas mesmas melhorias serem tão evidentes) desejava que TUDO já tivesse terminado, de vez - naturalmente com um desfecho 100 % positivo. A verdade é que o cancro da minha mãe ainda lá está. Ao que parece numa parte (dá ideia que já lá estava da outra vez, mas não sabem muito bem - isso é outra coisa que me deixa atarantada: o quanto se desconhece) ainda / já lá está. Numa zona em que, pelo menos para já, não se vai fazer nada. Até porque não tem tido dores. Merda! Merda, merda, merda, merdinha!!! Por que será que o bicho não se vai embora de vez? Já ía sendo altura de respirarmos de alívio, certo? A verdade é que o homeopata já nos tinha preparado para isto. E depois de todas as batalhas que ela tem vindo a vencer, será mais uma - o problema é que, por vezes, caímos na ilusão de que tudo já passou; quando, de facto, não é esse o caso. E, vai daí, voltamos a cair na realidade. Mas custa, custa muito.
Eu sei que ela é muito forte (e está redeada de quem também lhe dá muita força e tudo isso ajuda) e que vamos conseguir. Mas, fico tão revoltada! Nem imaginam.
Estou para aqui a ver se me aguento e não desato num pranto. É que há limites para o que uma pessoa aguenta. E, creio, isto tem ultrapassado todos os limites. Vou até ali apanhar um bocadinho de ar. Pode ser que isto passe. Ao mesmo tempo, só me apetece esbofetear-me. É que comparando com tudo o que ela já passou, isto não é nada. Mesmo. Mas, o que querem? Há dias assim. Daqui a nada isto já vai estar melhor. Espero.

tags:
publicado por K às 13:41

A tua mãe é uma força da natureza que vai conseguir superar mais este obstáculo.
Ela tem um espírito muito forte e capaz de vencer o "bicho" tu vais ver que sim...
Eu sei que ela vai vencer :)
Beijinho grande e muita força
sónia a 29 de Março de 2010 às 18:23

tnks. sim, eu também sei. 'bigada pela força!
Beijinhos.
K a 29 de Março de 2010 às 23:57


mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)