Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Terça-feira, 23 de Março, 2010

Ou como a falta delas (quase) me tira do sério. Provavelmente é de ter dormido muito pouco: temos menos paciência para uma série de coisas. Quando ainda para mais estamos a falar no local de trabalho - hélàs, não se trata de uma conversa entre amigos, mesmo entre amigos, eu considero que as boas maneiras ficam sempre e nunca atraiçoam ninguém, já cantam os clã (embora que sobre outro assunto) - logo, há os mínimos dos mínimos das boas maneiras que deverão ser cumpridos e que, infelizmente, não são. Ah e nota-se claramente, um desrespeito maior quanto mais nova é a pessoa. Quanto muito, se fosse da parte dos mais velhos - alguns já sem paciência, ainda se poderia dar algum desconto (nem por isso, mas adiante).

Facto: a falta de boas maneiras mexem no meu sistema nervoso!
Ninguém é perfeito e eu, K., estou muito longe disso - e, aqui para nós, ainda bem!

publicado por K às 14:37

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)